Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Ai vem pedrada

Posted in cidadania, Política by leonardomeimes on 04/10/2010

Agora os ataques serão mais violentos, nada de propostas apenas ataques, assim é o PSDB.

Estamos no segundo turno, graças a rede de mentiras que propagou na internet, entre elas mentiras sobre a sexualidade de Dilma, sobre sua religiosidade, sobre sua posição sobre o aborto, sobre uma suposta tentativa dela e do Lula de cercear a liberdade da imprensa, entre outros.

Aqui eu dedico um espaço para desmentir nas palavras da Dilma essas questões.

 

Sobre a liberdade de imprensa, quebra de sigilos, supostos dossiês e outros assuntos, Dilma explica sua posição se defendendo da chuva de acusações dos entrevistadores do Estado de SP, da Folha e da Veja:

 

Apartir dos 3:04 minutos ela mostra sua posição em relação ao aborto, e casamento gay:

Ressalto que a opinião de que deve-se ter a opção de fazer o aborto em uma clínica do Governo também é dividida por José Serra, o que não pode é deixar mulheres desesperadas nas mãos de médicos frajutos e de métodos caseiros de aborto. Muitas mulheres que cometem aborto o fazem porque foram estupradas ou algo assim violento, nesses casos a própria mulher não quer o filho.

 

Sobre as acusações de ser terrorista, eu tenho a certeza de que quem acusa a Dilma de ser terrorista adoraria ver a ditadura de volta ou não sabe o que era uma ditadura, pois em uma ditadura quem pega em armas, rouba cofres de governadores corruptos e bancos para lutar pela liberdade e pela democracia é herói e não terrorista. Graças a luta desses guerrilheiros nós temos um país democrático e temos liberdade de expressão… quem acusa a dilma de ser terrorista deve muito a ela… Além disso a dilma era uma personagem muito importante da guerrilha para pegar em armas, provavelmente ela planejava e não participava das ações pois se ela caísse a quantidade de informações que ela tinha e que podiam ser retiradas pela tortura poderiam acabar com muitas vidas. Porém ela foi mais forte e mesmo sendo torturada não denunciou ninguém.

Aqui vai a resposta de Dilma a isso e outros assuntos sobre seu passado:

Sobre as acusações de que ela teria feito treinos de guerrilha e pego em armas:

 

Quanto às acusações de que a Dilma se colocaria acima de Jesus cristo, acho que os religiosos tinham se se ater ao que lhes importa que é a religiosidade e deixar a política para quem entende, pois faz muito tempo que estado e igreja já se separaram. Não importa qual a crença que a pessoa tem, ela tem que saber governar para ser pesidenta, e isso ela sabe.

É uma expressão popular dizer que nem Cristo impedede algo, e não deve ser tomada de forma literal, se vocês fossem criticar cada americano que diz “Jesus fucking Christ”, expressão muito comum, vocês não teriam paz. Vamos manter o debate no que importa, o que cada candidato fez.

A Dilma é responsável pelo PAC que fez o país inteiro crescer durante a crise, fez três vezes mais investimentos em saneamento do que nos governos anteriores, é responsável pelo minha casa minha vida, que está distribuindo muitas casas por ai, coisa que o governo do Serra em SP nunca fez nem fará.

O Serra é responsável por um governo que não conseguiu controlar a criminalidade em SP, não melhorou a educação, mandou os policiais baterem nos professores…

Além disso em matéria de escândalos o Serra tá pior, ele esteve envolvido em um escândalo de 15 milhões em propina durante a privatização da Vale, o Serra aumentou de 83 milhões para 313 milhões a mesada anual da Globo, Veja e Folha com propagandas do governo, privatizou ou tentou privatizar a Nossa Caixa, a Sabesp, o Metrô, CPTM, CDHU, Dersa, Emae, Cosesp, EMTU, Cetesb, Emplasa, CPP, Prodesp, Imesp, CPOS, IPT e Codasp, abafou quatro CPIs que relatavam contra o governo do PSDB de São Paulo, bateu nos professores que pediam aumento, a filha de Serra invadiu 60 milhões de sigilos e o Governo FHC (PSDB) abafou o caso, além disso Serra ligou para o Ministro Gilmar Mendes e pediu que ele pedisse vistas do processo de votação da obrigatoriedade de dois documentos o que causou uma confusão na hora da votação, pois muitos eleitores não sabiam que seção iriam votar.

(Detalhe, nenhum desses casos ficou mais de um dia na mídia, que sempre abafou tudo, se qualquer uma dessas faltas fossem cometidas pela Dilma ou por Lula, a imprensa teria deixado um mês nas manchetes, teriam pedido impeachment e cassação dos direitos políticos).

Leonardo Meimes

 

 

 

Anúncios

A Imprensa do PSDB

Posted in cidadania, Política by leonardomeimes on 04/10/2010

A imprensa continua a não falar nada sobre os 60 milhões de sigilos quebrados pela filha do Serra, dos 96 mil quebrados pela Ex-governadora do RS Yeda do PSDB, e sobre a ligação de Serra ao ministro Gilmar Mendes, crime eleitoral.

Se fosse o Lula estariam bradando a cada segundo.

Em 4 denúncias, Folha erra em uma e mente em três

Posted in Política by leonardomeimes on 01/10/2010

Em 4 denúncias, Folha erra em uma e mente em três

É difícil manter a serenidade frente ao jornalismo praticado pela Folha de S. Paulo. Das 4 irregularidades apuradas na massaroca de denúncias do jornal contra o governo Lula, 3 eram mentira pura e simples. Não é possível dizer se o malabarismo do jornal para manter sua farsa pró-Serra é má-fé ou apenas incompetência, provavelmente uma mistura das duas coisas. Ao invés de reconhecer que as denúncias que fez, baseadas na palavra de bandidos condenados, foram desmentidas pelas investigações da CGU, a Folha reapresenta a massaroca com um ilegível “infográfico” e a manchete: “Novo lobby da casa civil”. O artigo é de Jorge Furtado.

Jorge Furtado

Publicado originalmente no Blog do Nassif

É difícil manter a serenidade frente ao péssimo jornalismo praticado pela Folha de S. Paulo. Das 4 irregularidades já apuradas na massaroca de denúncias do jornal contra o governo Lula, 3 eram mentira pura e simples:

1. O tal contrato intermediado por Rubnei Quícoli, a única fonte da Folha para algumas das calúnias que publicou (ver: http://www.casacinepoa.com.br/o-blog/jorge-furtado/cara-da-folha-de-s-paulo) era mentira, não passou de um delírio e tentativa de chantagem feito por um picareta, acolhido pela Folha. Não é possível afirmar se o malabarismo do texto do jornal para manter sua farsa pró-Serra é má-fé ou apenas incompetência, provavelmente uma mistura das duas coisas: “Como a Folha mostrou, o representante da EDRB, Rubnei Quícoli, afirma que… ” A Folha mostrou que o picareta afirma que… Cruzes!

2. O “suborno do Tamiflu” inventado pela Veja também era mentira: “não se vislumbrou qualquer oportunidade para a alegada cobrança de propina”, diz a CGU.

3. Segundo a CGU, também não foram encontradas irregularidades na contratação de escritório de advocacia ligado ao irmão de Erenice e na aplicação de multas de uma empresa de mineração do marido da ex-ministra. Mais uma mentira.

O que sobrou, segundo a Controladoria Geral da União foram, numa auditoria ainda não concluída, “indícios de irregularidade em contratos de R$ 2 milhões”, que a incompetência/má-fé da Folha transforma em “irregularidades de 2 milhões” (Se você faz parte da minoria de leitores do jornal com alguma capacidade de raciocínio, talvez considere que irregularidades num “contrato de dois milhões” possam ser “irregularidades de 10 ou 100 reais” e não “irregularidades de 2 milhões”). A única relação dos supostos indícios de irregularidade da investigação não concluída é que o irmão da ministra trabalhava nos projetos. Foi o que sobrou das calúnias do jornal contra a honra de várias pessoas.

Ao invés de reconhecer que as graves denúncias que fez, baseadas na palavra de bandidos condenados, foram desmentidas pelas investigações da CGU, a Folha reapresenta a massaroca com um ilegível “infográfico” e a manchete: “Novo lobby da casa civil”.

A Folha trata seus leitores como idiotas. Deve saber com quem fala.

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=17014

Folha torna-se novamente aparelho do crime no Brasil

Posted in Política by leonardomeimes on 23/09/2010

Mauro Carrara

Fonte: Blog da Dilma

A empresa que edita a Folha de S. Paulo foi braço físico da Ditadura Militar e da repressão.

Seu jornal Folha da Tarde era um QG dos grupos que sequestravam, torturavam e matavam.

A Folha de S. Paulo apoiou convenientemente os assassinos militares até o governo Geisel.

Depois, por motivos comerciais, vestiu a pele de cordeiro.

Recentemente, passou a delinquir novamente.

Passou a chamar a Ditadura de “Ditabranda”.

Forjou com o grupo Ternuma uma falsa ficha de Dilma Rousseff.

E agora comete o mais grave crime de campanha, ao construir uma fábula de calúnia acerca da gestão da candidata do PT na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e na Fundação de Economia e Estatística (FEE), entre 1991 e 1992.

As expressões utilizadas na matéria comprovam o CRIME de calúnia: “apontam favorecimento” e “mostram aparelhamento”.

A matéria foi produzida a partir de uma investida de “jagunços” autoritários da Folha que passaram dias no Rio Grande do Sul exigindo, ofendendo e ameçando pessoas, especialmente aquelas que cuidam dos arquivos públicos.

Mas em que parte da reportagem os agentes do PSDB travestidos de jornalistas mostram que todas as contas de Dilma foram aprovadas pelo TCE gaúcho?

A pergunta é: como podem promotores e juízes eleitorais autorizar esse tipo de crime de natureza eleitoral?

E os outros promotores e juízes: como podem permitir que a imprensa se transforme num instrumento de calúnia e destruição de reputações?

A ordem democrática vem sendo gravemente ameaçada mais uma vez.

Globo-Abril-Folha-Estadão seguem à frente nesta escalada neofascista, destinada a destruir a ordem institucional.

Que o partido de Dilma Rousseff leve sua justa reclamação ao horário da TV.

Os brasileiros de bem já não admitem a impunidade para os criminosos midiáticos.

Boicote a mídia golpista e imparcial

Posted in Política by leonardomeimes on 21/09/2010

Caros blogueiros, temos que levar essa imprensa golpista à falencia, deveremos utilizar os serviços prestados por eles ao minimo indispensavel possivel, deveriamos cancelar tudo aquilo que possa causar prejuizos a eles, exemplo:

1 – cancelar assinatura de jornais e revistas;
2 – cancelar assinatura de tv por assinatura (ski, a cabo e etc.);
3 – evitar comprar produtos de empresas que fazem propaganda massiva nas redes de tv (casas bahia, omo, cerveja skol), só para citar algumas;
4 – utilizar ao indispensavel o uso do telefone (celular e fixo);
5 – boicotar os jogos de futebol (deixar de entupir os estadios), pratique outro tipo de lazer;
6 – cancelar conta bancaria do banco bradesco;
7 – evitar comprar produtos da marca philipe;
8 – evitar o maximo possivel assistir programação da tv globo, band, sbt;
9 – entupir os sites da imprensa golpista com comentarios, porem sem baixarias ou agressões;
10 – boicotar tambem as radios da imprensa golpista;
11 – procurar organizar passeatas de forma pacifica e ir para as ruas protestar sobre os pessimos serviços que prestam essas empresas afim semsibilizar mais pessoas a cancelar serviços desses ditas empresas golpistas e as associadas a elas.

Com essas medidas, a imprensa golpista e as empresas associadas a elas, ou as que utilizam tambem de seus serviços, sofrerão enormes prejuizos, e se persistir usando os meios sordidos ou baixos, irão à falencia. A razão de ser de uma empresa são seus clientes, se os clientes boicotar comprar produtos de um açougue, uma farmacia ou mercearia, elas cessam as suas atividades, o mesmo poderá a com as grandes empresas, um exemplo disso foi a crise financeira que levou à falencia grandes bancos, seguradoras tanto europeus como norte americanos, e a globo pode ser extinta tambem, isso depende de nós brasileiros.

Denúncia da Folha cai no ridículo

Posted in cidadania, Política by leonardomeimes on 21/09/2010

A pressa da mídia em fermentar escândalos contra o governo –e, de tabela, atingir a candidatura de Dilma Rousseff– fez valer o ditado popular que diz que o “apressado come cru”. Em nota à imprensa, o BNDES esclareceu o caso que foi manchete da Folha nesta quinta-feira e desmoronou a “denúncia” do jornal. Mais do que isso, expôs a Folha ao ridículo ao demonstrar, de forma simples, que só quem “desconhece totalmente” como funciona o Banco poderia acreditar numa acusação tão estapafúrdia.

 Folha mente

O jornal avaliou que seus leitores iriam acreditar que qualquer empresa de fundo de quintal pode chegar no BNDES, protocolar um pedido na portaria e levar “R$ 9 bilhões” numa boa

Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disse à Folhafoi o seguinte: é preciso ser muito desinformado ou agir com descarada má-fé  para acreditar que uma instituição como o BNDES liberaria R$ 2,25 bilhões (ou R$ 9 bilhões na versão-fantasia da Folha) para uma empresa de pequeno porte só porque ela contratou uma consultoria que “prometeu” ajudar na liberação do dinheiro, sem apresentar projetos, sem agendar reuniões, nem nada.

Mas a Folha de S. Paulo, do alto de sua arrogância e desprezo à inteligência alheia, achou que seus leitores acreditariam na história, tanto que elevou a “denúncia” à condição de manchete principal do jornal. E com um agravante: a única “fonte” da Folha é um “empresário” que passou dez meses na prisão dois anos atrás.

Segundo informações da própria Folha, o acusador Rubnei Quícoli já foi condenado duas vezes em São Paulo (por interceptação de carga roubada e por posse de moeda falsificada). E em 2007 passou dez meses preso. O fato de antecipar as denúncias sobre sua fonte não absolve o jornal. Pelo contrário, é agravante. Quando uma pessoa com tal currículo faz uma denúncia, é praxe de qualquer jornalismo sério ouvir as denúncias e exigir a apresentação de provas. Mas a Folha achou que o “acusador” era idôneo o suficiente para atacar o governo.

A única prova que o tal consultor apresenta é um email marcando audiência na Casa Civil e que tem o nome de Vinicius Oliveira no C/C (com cópia). Ou seja, a Folha sustentou uma denúncia que envolve cifras da ordem de “bilhões” de reais com base numa troca de e-mails.

Segundo a “denúncia” do jornal, a emprea EDRB do Brasil Ltda. teria sido instada a “pagar propina” para os sócios da empresa Capital Consultoria –entre eles o filho da agora ex-ministra Erenice Guerra, Israel Guerra– para tentar viabilizar o empréstimo de “R$ 9 bilhões” junto ao BNDES para a construção de um “projeto de energia solar”.

Para pedidos dessa ordem, em geral os pretendentes a financiamento procuram dirigentes do banco e fazem uma exposição do projeto, assim como de sua empresa e do que pretende fazer. No entanto, esse pedido foi simplesmente deixado no protocolo do banco, na portaria da sede. Não houve o comparecimento de diretores da tal empresa. E não havia a menor possibilidade do projeto ser aprovado. O porte da empresa era incompatível com o financiamento pretendido. Sequer se tinha o local onde deveria ser instalado o tal empreendimento.

Veja abaixo o comunicado do BNDES que colocou o “jornalismo” da Folha de S. Paulo na lata do lixo:

Em função de reportagem publicada na edição desta quinta-feira, 16 de setembro, do jornal Folha de S. Paulo, o BNDES vem a público declarar que:

Repudiamos a insinuação de que o Banco poderia estar envolvido em um suposto esquema de favorecimento para a obtenção de empréstimos junto à instituição e consideramos que a tese demonstra um total desconhecimento quanto ao funcionamento do BNDES. O projeto em questão foi rejeitado pelo Comitê de Enquadramento e Crédito do BNDES, órgão interno do Banco, formado por seus superintendentes. A aprovação por esse colegiado é condição básica e necessária para que qualquer pedido de apoio financeiro seja encaminhado para análise.

Na reunião semanal do Comitê ocorrida em 29 de março deste ano — e na qual o projeto em questão foi apenas um dos itens discutidos —, o pedido foi negado. A decisão foi tomada pelos 14 superintendentes presentes à reunião, todos funcionários de carreira da instituição.

O projeto da EDRB foi encaminhado ao BNDES por meio de carta-consulta, solicitando R$ 2,25 bilhões (e não R$ 9 bilhões como afirma a reportagem) para a construção de um parque de energia solar. O BNDES considerou que o montante solicitado era incompatível com o porte da referida empresa. Além disso, a companhia não apresentou garantias e não havia local definido para a instalação do empreendimento (essencial para o licenciamento ambiental), não atendendo, portanto, a pré-requisitos básicos para a concessão do crédito.

Qualquer aprovação de financiamento pelo BNDES passa por um processo de análise que envolve mais de 30 técnicos de carreira da instituição, além da consulta à Diretoria do Banco. Esse rigor técnico tem como consequência um índice de inadimplência de 0,2%, muito inferior à média do sistema financeiro brasileiro, público e privado.

Fonte: http://leodonorte.blogspot.com/2010/09/denuncia-da-folha-cai-no-ridiculo-apos.html

Tagged with: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Resposta de Dilma a palhaçada da Folha

Posted in cidadania, Política by leonardomeimes on 20/09/2010

É uma pena um país como o nosso ter uma mídia tão antidemocrática à ponto de desrespeitar desafetos publicamente, como fez com Lula em 2009, e de tomar partido ao lado do PSDB em uma campanha eleitoral para difamar e lançar qualquer denúncia inverossímil apenas para prejudicar a candidatura do PT.

A eleição no Brasil tem a característica de ser vazia de propostas e políticas a serem aplicadas, os candidatos sempre prometem as mesmas coisas, geralmente dar ênfase à saúde e a educação e acabar com o crime organizado, e depois disso partem para a agressão, sendo o ganhador da eleição aquele partido que conseguir mais escândalos contra o outro. E nesse embate quem tem a mídia ao seu lado consegue sempre ganhar.

Porém parece que dessa vez o PSDB não conseguirá dar o golpe de imprensa e perderá a eleição. O PT tem feito uma campanha baseada apenas nas propostas e na confiança que o povo tem no Lula. O PSDB fez uma campanha que sempre é característica dos partidos de direita, apenas acusações e nada de propostas.

Agora que o Aécio quer sair do PSDB é provável que esse partido e o DEM se tornem nanicos e cheguem às próximas eleições com menos votos do que já têm. Aécio quer fazer uma oposição moderada, que não teria as mesmas características da oposição golpista (pronta para retirar o presidente do cargo a qualquer custo), e quem sabe essa será uma oposição digna de uma eleição, que trará desafios verdadeiros ao PT e propostas sólidas, baseadas em política e não escândalos.

Tagged with: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,