Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Todo canto do mundo

Posted in Uncategorized by leonardomeimes on 18/01/2011

No canto daquela sala havia apenas

o encontro de duas paredes, brancas e mofadas.

não!

a um observador cuidadoso havia mais

havia cheiro de tinta, aquele delicioso cheiro de tinta

havia restos de pão no chão bem abaixo de seus pés

havia germes, bactérias e estáfilobichos milhões

havia o vento que ali se encurvava

havia o som que ali batia

e ressoava por todos os ouvidos

e havia a luz que caminhou pelo universo

trazendo corpos celestes variados, dês do sol até ali

para permitir que nós observássemos esse encontro

e para se refletir de novo, em todas as direções

havia intenções vindas de todo mundo do mundo

havia o branco, o preto, o feliz, os loucos

os músicos, vários pintores, velas, aromas de incenso

havia gente se conhecendo, se beijando, rindo, se embebedando

havia vinho, ervas, violão, sax e comida na mesa

havia gente pensando em estar sozinho

em romances mal resolvidos, gente sentada

dormindo no chão e indo estudar de manhã

havia gente ajudando os amigos

gente que conhecia todo mundo

gente que amava todo mundo, até quem não estava lá

gente fazendo aniversário

gente definhando

havia todo canto do mundo.

Leonardo Meimes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: