Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

América não é uma Democracia!

Posted in Política, Uncategorized by leonardomeimes on 25/09/2009

Noam Chomsky – America is not a Democracy:

Transcrevendo o que o pensador Noam Chomsky disse:

Bom, democratas e republicanos não são uma categoria, não há uma diferença. Nas raras ocasiões em que eu voto, algumas vezes voto para democratas e algumas vezes para republicanos e as veze spara alguém diferente. Não há uma divisão extata, eles são dois grupos do mesmo partido, nós temos um estado monopartidário com dois grupos pouco diferentes, mas encontramos algumas diferenças entre eles. Eu não diria que não existem diferenças. O que deveria ser feito nesse caso?

Como tudo, é uma questão de escolha, você quer viver numa sociedade democrática? ou na sociedade que temos?Que, lembrando, não é uma sociedade democrática e não teve a intenção de ser. Se você fizer um curso de teoria política aqui, tenho certeza que eles irão lhe ensinar que os EUA não são uma democracia, são o que é chamado na literatura técninca uma poligarquia. Esse é um termo criado pelo principal teórico democrático e professor da Yale6a00d8345159ec69e200e54f1971d78834-500wi Robert Dahl, mas a idéia é velha, ela remonta a James Madison na criação da constituição. Uma Poligarquia é um sistema em que o poder é colocado na mão dos que Madison chama de Riqueza da nação, a classe de homens responsáveis e o resto da população é fragmentada e distraída. São permitidos a participar em alguns anos, com a permição de dizer “obrigado eu quero que você continue” e tem uma pequena escolha a fazer entre os responsáveis (a riqueza da nação).

Essa foi a forma como ela foi fundada, foi fundada no principio explicado por Madison na convenção cosntitucional, de que a função primeira do governo é protejer uma minoria opulante contra uma maioria. Assim a constituição foi desenvolvida para assegurar isso, houveram muitas lutas sobre isso, muitas vitórias foram ganhas, a república não é como era a dois séculos atrás, mas isso permaneceu como um ideal que causa um constante confronto.

A maioria da população está bem com isso aparentemente. Pegue como exemplo a eleição de novembro de 2001, houve, entre os intelectuais e pessoas intruidas, professores de universidades, um grande sentimento de ultrágio por causa da eleição roubada, artigo após artigo escrito sobre isso, as falcatruas da Suprema Corte e o caso da Flórica… Se você consultar essa literatura que é vasta, há uma questão constante: porque ninguém conseguia entender como o público não ligou para isso. O público é um jogo entre intelectuais, e não ligam. “Então tá, a eleição foi roubada, quem liga?” Isso nunca foi assunto entre o público, mas porque não foi um assunto? Bom, atitudes nos EUA são cuidadosamente monitoradas, o comércio quer saber o que o povo está pensando, e, de fato, existe em Harvard na escola de Governo um projeto chamado Vanishing Voto Project onde eles estudam as atitudes das pessoas em relação ao governo.

noamchomsky-1Descubriu-se que antes da eleição, antes da corte suprema e da Flórida, cerda de 75% da população não achava que estava ocorrendo uma eleição. E quando eram perguntados, a atitude deles em relação a eleição é que o que estava acontecendo era um tipo de decisão envolvendo os contribuintes ricos, lídferes políticos e a indústria de relações públicas, que estava treinando candidatos para dizer palavras sem significado, que eles não entendem, e que irão conseguir alguns votos a mais.  Isso é apenas 75% do público e é lógico que eles não ligaram muito para o que a suprema corte estava decidindo e, de fato, a maioria das pessoas votou contra seus próprios interesses, conscientemente, porque eles sabiam que não importava.

Eles eram supostos a votar no que são chamadas qualidades e não posições, em um homem que você quer estar próximo, tomar um drink em um bar, ou algo assim. Essa era a preocupação na eleição, as pessoas nem mesmo sabiam se seus candidatos se posicionavam sobre assuntos e não porque eles são estúpidos. Era extremamente difícil de entender se eles se posicionavam sobre problemas e eles são treinados para tornar isso difícil, de fato, a maioria dos problemas que o público se preocupava não eram permitidos aos políticos.

Os principais problemas, se você olhar para listas de preocupações do público, tem a ver com problemas econômicos, internacionais que são errôneamente chamados de globalização, deficit de comércio e segurança empregacional. Nada disso surgiu, você não pode falar desses assuntos na eleição, as áreas de comércio livre na américa estavam surgindo, haviaria uma reunião das américas em alguns meses, assuntos que o público tem opiniões extremamente fortes, mas nada disso pode ser falado na eleição. Por uma razão bem simples, se você olhar para as atitudes há uma diferença bem grande entre uma opinião política que é favorável a essas coisas e o público que é muito oposito a essas coisas e então não podem surgir na eleição.  E não surgiram. Os assuntos não foram mencionados, aparentemente ninguém sabia que outras áreas de comércio nas américas estavam surgindo.

Então, o que fazer? Bem você tem que decidir se quer viver numa sociedade democrática ou se você quer viver no tipo de sociedade que Madison pensou. Ok, essa é uma questão de escolha, mas certamente nos últimos 100 anos houve uma grande extensão do poder no povo e da habilidade de participar e fazer a diferença, que não é enorme e é sempre enfrentada. Mas não há razão para que isso continue, e essa é alternativa, não é uma questão de nomear um partido ou outro, mas de mudar todo o framework em que a política existe, principalmente pela pequena concentração de poder econômico que remove a decisão do público nas decisões que lhes cabem e há um esforço enorme agora para reduzir isso ainda mais. Nos não temos que aceitar isso.

chomsky-close

Noam Chomsky.

VAHN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: