Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Walt Whitman – O Poeta Americano

Posted in Literatura by leonardomeimes on 18/09/2009

Walt Whitman (West Hills, Long Island, 31 de Maio de 1819 – 26 de Março de 1892), poeta norte-americano.

471px-WhitmanEakins

Whitman foi o poeta que primeiro conseguiu captar a essencia do povo Americano e das mudanças plíticas que o país passou depois da guerra civil americana.  É considerado o melhor poeta americano e o mais representativo de um estilo poético livre e moderno. Autores como fernando Pessoa se referem aele como mestre e influência importante. Seu livro mais famoso é o Leaves of Grass (Folhas de Relva) de 1900.

Poemas traduzidos por mim mesmo:

Walt Whitman

O Captain! My Captain!
Oh Capitão! Meu Capitão

Oh capitão! Meu capitão! Nossa viagem cheia de medo está acabada;
O navio resistiu a cada tormenta, o preço que pagamos é a vitória;
O porto está perto, os sinos eu ouço, as pessoas todas exaltadas,
Enquanto olhos seguem a firme quilha, o barco sinistro e ousado;
Mas oh coração! coração! coração!
Oh o sangue escorrendo vermelho,
Onde no deck meu capão jaz,
Abatido frio e morto.

Oh capitão! Meu capitão! Levante e ouça os sinos;
Levante, para você a bandeira flamula, para você a corneta soa;
Para você ramalhetes e faixas adornam, por você as praias estão enchendo;
Por você eles chamam, a oscilante massa, suas faces ambiciosas mudando;
Aqui capitão! Querido Pai!
Esse braço envolvendo sua cabeça;
Será um sonho?
Você abatido frio e morto.

Meu capitão não responde, seus lábios estão pálidos e imóveis;
Meu pai não sente meu braço, ele não tem pulso nem vontade;
O navio está ancorado a salvo e saudável, a viagem está terminada e feita;
De uma viagem cheia de temores, o navio vitorioso, adentra com sua missão cumprida;
Exaltem, Oh praia, e toquem, Oh sinos!
Mas eu, com triste passadas,
Ando no deck em que meu capitão jaz,
Abatido frio e morto.

Walt Whitman (1819 – 1892) Leaves of Grass, 1900.

Hush’d be the camps today
Silenciados sejam os campos hoje

Silenciados sejam os campos hoje;
E, soldados, deixem-nos ornar nossas armas de guerra;
E cada um com incrível alma se retirar, para honrar,
A morte de nosso querido comandante.

Nunca mais para a vida dele tempestuosos conflitos;
Sem vitórias, nem derrotas, nunca mais tempos de eventos obscuros,
Carregados como incessantes nuvens cruzando o céu.

Mas cante, poeta, em nosso nome.
Cante sobre o amor que nós emprestamos dele, porque você, extensão dos campos, o conhece bem.

Em quanto eles preparam o caixão;
Cante enquanto eles fecham as portas da terra sobre seus versos,
Pelos amargurados corações dos soldados.

Walt Whitman (1819 – 1892) Leaves of Grass, 1900.

433px-Walt_Whitman_-_Brady-Handy

“Do I contradict myself? Very well, then I contradict myself, I am large, I contain multitudes.”
Walt Whitman

VAHN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: