Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Transgênicos uma ameaça (pt.3)

Posted in Uncategorized by leonardomeimes on 26/08/2009

O gene de uma noz brasileira que foi introduzido em grãos de soja causou alergias nas pessoas que o comeram e testes verificaram que quem era alérgico a noz também ficou alérgico aos grãos de soja, portanto, até mesmo as características alergênicas de uma planta podem ser transferidas à outra.[1] Essas mudanças podem causar milhares de problemas à saúde humana, animal e ambiental, provando que o que em princípio poderia ser uma simples troca de genes, pode se tornar um perigo em potencial.

Os princípios desta tecnologia estão em acordo com as idéias que existiam na década de 90, principalmente a de que os genes não estão interligados em funcionamento, sendo cada um responsável por sua tarefa, o que já foi desmentido pela nova ciência que vê relações nas ações dos genes e vê também que um gene pode produzir mais de uma proteína, tornando o processo muito mais complexo do que se pensava.

Sobre esses fatos a indústria prefere fechar os ouvidos, os governos influenciados ignoram e as agências reguladoras que deveriam impedir que tais produtos tivessem acesso ao mercado, preferem acreditar nas suposições da indústria. Kirk Azevedo, ex-trabalhador da Monsanto, quando estava em um treinamento para o emprego comentou que ia de acordo com as intenções da nova tecnologia de alimentar o mundo e que havia ficado impressionado com o pronunciamento de Robert Shapiro sobre as esplendidas possibilidades que os transgênicos poderiam trazer para a agricultura.

Porém o vice-presidente da companhia após o treinamento o chamou e explicou que “o que Robert Shapiro diz é uma coisa. Mas o que nós fazemos é outra diferente. Nós estamos aqui para fazer dinheiro. Ele é o homem que vai à frente e conta uma história. Nós nem mesmo entendemos o que ele está dizendo.”[2] A indústria tem tomado esta iniciativa largamente desde que a primeira variedade de uma planta GM foi criada, não importando a qualidade destas criações, ou os meios pelos quais elas irão entrar no mercado, somente o lucro que elas trarão.

Leonardo Meimes


[1] Julie ª Nordlee et al., “Identification of a Brazil-Nut Allergen in Transgenic Soybeans,” N Engl J Med (1996): 688-92.

 

[2] Jeffrey M. Smith, “Genetic Roulette”. Yes Books, (2007): pag 1.

5 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Vinnius said, on 26/08/2009 at 23:44

    Bom, nem li esse post. Só to deixando o comentário pra vc não reclamar que nunca deixam comentários.

    • leonardomeimes said, on 27/08/2009 at 12:56

      Hahahah, não precisa mesmo,eusógostaria de um feedbackas vezes. Nãoprecisa se incomodar hahahah

      • Fátima said, on 12/06/2010 at 12:39

        Olá, estou ajudando minha filha com um trabalho sobre transgênicos(ela é aluna do curso de gastronomia). Achei seu material excelente sobre transgênicos. Super informativo e livre de viés. O programa da globo.news que está postado mto bom também. Só não acertei a capturar. Se desse prá me responder no seu site como faria eu ficarei mto grata.

        • leonardomeimes said, on 12/06/2010 at 14:25

          O que você precisa exatamente sobre transgênicos que eu posso lhe ajudar.

          O site tem informações:
          http://emdefesadacomida.blogspot.com/

          • leonardomeimes said, on 13/06/2010 at 22:38

            Se você tiver globo news, quarta 11:30 da noite, o Cidades e Soluções vai falar sobre transgênicos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: