Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Transgênicos uma ameaça (pt.2)

Posted in Uncategorized by leonardomeimes on 25/08/2009

ENGENHARIA GENÉTICA

Transg_nicos._Obrigado._N_o.A engenharia genética, de acordo com o consenso geral dos cientistas mundiais, é ainda uma ciência em desenvolvimento, com muitas falhas e, principalmente, que está caminhando rapidamente devido aos interesses corporacionais. A ciência por traz dos atuais processos é definida por Jeffrey M. Smith[1] em seu livro Genetic Roulette pelo termo “bad science” ou seja, uma ciência ruim, o que se justifica quando pensamos em seus métodos e suposições.

A engenharia genética usa dois métodos, já citados, que são responsáveis por uma grande quantidade de mutações em todo o genoma das plantas. O bombardeamento de genes insere o novo gene em um local aleatório do DNA hospedeiro, a localização em que este gene se prender poderá influenciar no funcionamento de genes naturais, assim como destruir genes naturais e embaralhá-los, apagar ou ainda reorganizar o código genético natural. No caso do uso da bactéria para inserir o gene, o processo que causa mais mutações é a chamada cultura de tecido, na qual as células modificadas são cultivadas em um líquido altamente mutagênico, fato que a maioria dos cientistas sabem, pois usam este método para induzir mutações em plantas naturais.

Avaliações de locais de inserção provam estas mutações, como no estudo de plantas da mesma espécie em queMartin Langer uma seção de 40,000 pares de base foi duplicada de um cromossomo para outro.[2] Essas mudanças, intencionais ou não, perturbam o funcionamento normal do genoma, aumentando a expressão de genes, ligando genes que estavam dormentes, aumentando a instabilidade genética, podem aumentar a expressão de toxinas naturalmente existentes em plantas e criar proteínas novas derivadas dos novos RNAs que são produzidos pelas mutações, estas por sua vez podem ser tóxicas ou alergênicas.

Leonardo Meimes

______________________________________________________________________________________________

[1] Jeffrey M. Smith é diretor executivo do Institute for Responsibible Technology e diretor da Campanha para uma Alimentação mais Saudável na América.


[2] F.E.Tax, D.M Vernom, “T-DNA-Associated Duplication/Translocations em Arabidopsis: Implications for mutant analysis e functional genomics,” Plant Physiol 126 (2001) 1527-1538. 

 


Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. tartaruguinha said, on 25/08/2009 at 15:19

    não mata o gatinho!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: