Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

Aleijadinho

Posted in História by RogBriNas on 30/07/2009

 

Ai, que tanta arroba de Ouro
Deixa os sertões extenuados…
Ai, que tudo é muito longe,
Ai, que a Providência fala
Pelos homens desgraçados…

versos extraídos do “Romanceiro da Inconfidência” de Cecília Meireles

 

Antonio Francisco Lisboa nasceu em Vila Rica (hoje conhecida como Ouro Preto) no ano de 1730. Foi escultor, desenhista, entalhador, desenhista e arquiteto num Brasil que vivia um barraco colonial. Seus pais eram Manuel Francisco Lisboa, um arquiteto português, e Izabel, que era uma escrava africana. O detalhe é que a escravatura só foi abolida um século e meio depois, em 1888. Ele nasceu escravo e foi alforriado no seu batismo. Teve um filho natural fora do casamento que se chamou Manuel Francisco Lisboa, o mesmo nome do pai de Aleijadinho.

Bretas descreveu aleijadinho dessa maneira: “pardo escuro, tinha a voz forte, a fala arrebatada e o gênio agastado; a estatura era baixa, o corpo cheio e mal configurado, o rosto e a cabeça redondos, e esta volumosa; o cabelo preto e anelado, o da barba cerrado e basto; a testa larga, o nariz retangular e algum tanto pontiagudo, os beiços grossos, as orelhas grandes e o pescoço curto.”

Começou a ser conhecido por “Aleijadinho” quando passou a sofrer de uma doença desconhecida que deformou seu corpo. A doença lhe causava dores horríveis, chegou a perder dedos dos pés, sintomas que o fez andar de joelhos em alguns momentos. Posteriormente perdeu os dentes e os dedos das mãos, com o tempo começou a trabalhar escondido por uma tenda.

Sabe-se que Antonio Francisco sabia ler e escrever, possivelmente conhecia Latim, sua formação foi atribuída a seu contato com o ofício de seu pai. Possivelmente viajou para o Rio de Janeiro e lá teve contato com o barroco trazido da Europa.

O barroco foi uma arte com formas opulentas e rebuscadas que viu na igreja o maior espaço para sua aplicação. No Brasil, o barroco encontrou um estilo um pouco diferente, nessa época existia muito ouro para ser aplicado na arte, e as cores usadas eram mais fortes do que as do barroco europeu.

O Aleijadinho foi essencialmente escultor, entalhando em madeira e esculpindo em pedra sabão, usou características do rococó e dos estilos clássico e gótico. Suas obras tinham características próprias. A assinatura de aleijadinho em seus trabalhos eram três anjinhos gordinhos formando o desenho de um triângulo. Gordinhos porque se ele errasse, teria como arrumar. Triângulo pois ele fazia parte da maçonaria e esse é um dos símbolos deles.

Como curiosidade apresento que os personagens da Santa Ceia que ficam na parte de trás da mesa não têm pernas, isso porque a mesa tinha toalha e as pernas aumentariam o valor da obra e não apareceriam.

Dizem que a pedido de Chica da Silva, Aleijadinho readaptou a posição da torre sineira da igreja de N. Sra. do Carmo em Diamantina, alguns dizem que era pra não atrapalhar o sono da Chica, alguns dizem que é pra que ela pudesse chegar até o altar da igreja, uma vez que na época os negros só podiam chegar até a torre sineira.

Antonio Francisco ganhou muito dinheiro, mas gastou muito com bebidas e mulheres, morrendo pobre. Mesmo assim seu nome e suas obras permaneceram por século e acredito que permaneça por muitos outros.

A história desse homem não chegou na metade e já criou esse post imenso, ainda existe muita coisa a se falar.

Esse texto é de Rogerio Brigido, o “RogBriNas”.

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Carol said, on 04/09/2009 at 17:58

    adorei as curiosidades, muito bom!

    • leonardomeimes said, on 04/09/2009 at 23:12

      Obrigado, continue com os comentários =D Alguma sugestão?

  2. paloma said, on 04/08/2010 at 15:01

    adorei queria ter essa esperiencia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: