Moscas Mortas Revolution – Página Inicial

O Pombo

Posted in Educação, História by RogBriNas on 28/07/2009

Pomba ou pombo é apenas o nome popular do Columba livia, no começo eles viviam nos rochedos litorâneos e nos campos da Eurásia e da África, onde se alimentavam de sementes, minhocas e pequenos caracóis. Como é uma ave, costuma a ter sempre um parceiro sexual fixo, ou seja, só se acasala com um único indivíduo, e se esse morre leva um tempo pra que o pombo volte a acasalar. Tem na sua fisiologia ossos pneumáticos, ou seja, com espaços vazios como câmaras dos pneus. Os ovos, em geral dois por postura, levam de 14 a 19 dias para serem chocados. Os filhotes abandonam os ninhos com 15 dias e os pais os alimentam nesse período com “leite de papo”, massa rica em proteínas e gorduras que se desenvolve em ambos os sexos durante a procriação.

Dizem que a história da pomba que chega na arca de Noé com um ramo no bico foi inspirada na Mesopotâmia onde era largamente usada há mais de 3 mil anos antes de Cristo, cheios de resistência e com um incrível senso de direção, eles eram muito bem tratados e treinados para voar até 900km de distância com mensagens de faraós presas às suas patinhas.

Ainda no século XVI eles foram trazidos ao Brasil pra servirem às nossas mesmas, isso mesmo, eles eram comidos pelos portugueses. Como todo animal introduzido em nossas terras que ganhou a liberdade, o pombo começou a se reproduzir rapidamente, com alimentação de sobra nos grandes centros urbanos, sem tantos predadores naturais, os pombos começaram a aumentar em quantidade. São seis ninhadas por ano, dois ovos por ninhada, 15 dias depois de nascidos os filhotes já estão voando, com um ano de idade já estão sexualmente maduros e se reproduzindo.

Os símbolos bíblicos do Espírito Santo são: a água, o fogo, o vento, o óleo e a pomba. A pomba é o símbolo da leveza, da agilidade e das boas notícias. “No princípio, o Espírito sobrevoava as águas” (Gen 1, 2), e será uma pomba a dar a Noé a Boa Notícia da Recriação (Gen 8, 8-12). No baptismo de Jesus, “o Espírito Santo desceu na forma de uma pomba sobre ele”, símbolo da unção messiânica confirmada por Deus, de quem se ouve a voz: “Tu és o meu filho muito amado; em ti ponho todo o Meu agrado” (Lc 3, 22). Desde sempre a igreja católica procura reproduzir as imagens de sua simbologia, a igreja contratava o Aleijadinho para fazer muito de seus projetos em Minas Gerais, ele construía igrejas e esculpia santos, mas, quando Aleijadinho foi contratado pra fazer a imagem do Espírito Santo esbarrou em um problema, aquele homem nunca havia visto uma pomba em sua vida, e não existiam livros com fotos desses animais, muito menos internet. Acontece que ele teve a idéia de fazer a imagem mais parecida com a ave mais imponente que ele conhecia, a águia. Ele cruzou então as informações que ele tinha da pomba com as características que conhecia da águia.

A população, em geral, costuma alimentar esses animais sem se importar com o risco de sua presença à nossa saúde. Existem pelo menos 57 doenças já catalogadas que são transmitidas pelos pombos, dentre elas a hispoplasmose, a criptococose, a toxoplasmose, a ornitose e a salmonelose, além dos piolhos e ácaros que vivem entre suas penas.

Achar que introduzir pombos em nossas ruas e praças tornarão elas mais parecidas com as da França não diminuirá o risco à saúde das pessoas, deixar de alimentá-los não irá matá-los e sim deixar de dar facilidades aos animais, o tempo que eles estarão procurando por comida será o tempo em que eles não estarão acasalando. Pensem nisso.

Esse texto é de Rogerio Brigido, o “RogBriNas”.

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. leonardomeimes said, on 28/07/2009 at 09:18

    Muito legal =D Foi aprontar alguma coisa pra postar amanhã hahahahah Vlw pelo post ROG!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: